O que é PMBOK e quais seus benefícios?

6 minutos para ler

PMBOK (Project Management Body of Knowledge), que, em português, significa Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos, é um manual voltado para profissionais envolvidos em gestão de projetos e cuja publicação é revisada, periodicamente, pelo PMI (Project Management Institute).

Na prática, este guia serve para trazer todas as informações sobre as práticas, as teorias e os processos, bem como as ferramentas importantes para a gestão de projetos.

Enfim, trata-se de uma padronização para identificar e conceituar processos, técnicas, áreas de conhecimento e ferramentas para gestores, mostrando as melhores formas de planejar e acompanhar o andamento dos projetos — ou seja, uma imensa “mão na roda”. Vamos entender o que é PMBOK e seus benefícios? Boa leitura!

 

O que é PMBOK?

Primeiramente, convém explicar que não se trata de uma metodologia — um apanhado de regras a serem seguidas. Em vez disso, o PMBOK reúne boas práticas em gestão de projetos para serem aplicadas em qualquer tipo de empresa e em todos os tipos de projeto. Para isso ser possível, ele requer a correta interpretação do gestor, de maneira a identificar a melhor forma de aplicá-las no contexto da empresa.

 

Para que serve o PMBOK?

As empresas lidam com vários projetos ao mesmo tempo, e essa tarefa não é tão simples. Foi para isso que surgiu o PMBOK: otimizar todas as rotinas das agências. Essa estratégia com foco no conhecimento ajuda o setor financeiro e administrativo, além da equipe que trata diretamente com o cliente.

Enfim, a função do PMBOK é padronizar e transmitir as práticas eficientes, testadas e comprovadas por gerentes de projetos de todo o mundo, em um só guia. Vale lembrar que muitos projetos podem ocorrer ao mesmo tempo dentro da empresa, sendo cada um deles com um objetivo, e podem estar interligados ou não.

 

Quais são os benefícios do PMBOK?

A importância do PMBOK é permitir criar categorias de operações de gerenciamento de projetos, visando administrar a empresa ou supervisionar um projeto. Com isso, muitos benefícios são obtidos, tais como:

  • maior efetividade na utilização de ferramentas e recursos;
  • aumento das possibilidades de projetos bem-sucedidos;
  • maior compreensão dos riscos, além da gestão dos mesmos;
  • melhor capacidade de comunicação das equipes;
  • identificação dos padrões e fluxos de atividades;
  • melhor fluxo de comunicação;
  • maior controle sobre projetos;
  • monitoramento dos projetos;
  • maior produtividade;
  • redução de riscos.

O PMBOK é usado para criar categorias de operações de gerenciamento de projetos, visando administrar a empresa ou supervisionar um projeto. Tais projetos são divididos em grupos de processos.

 

Quais são os grupos de processos do PMBOK?

São cinco os grupos de processos do guia, cada um com um objetivo. Conheça-os!

  • Iniciação: iniciam novos projetos, como reconhecer uma necessidade ou obter alguma autorização.
  • Planejamento: estabelecem o motivo inicial do projeto, como determinar os objetivos e formular o plano de ação.
  • Execução: classificam o projeto, executando a ação definida no planejamento, obedecendo aos critérios definidos.
  • Monitoramento e controle: observam de perto e revisam o desenrolar do projeto, fazendo mudanças e aumentando prazos, segundo a necessidade.
  • Encerramento: aqui, a equipe de gerenciamento de qualidade faz a verificação e finalização do projeto para uso oficial.

Mas, não para por aí: no manual PMBOK, esses cinco grupos podem ser divididos (pormenorizados) em áreas de conhecimento, as quais se sobrepõem em diferentes etapas de um projeto. Veja a definição de cada uma delas, que, na verdade, nada mais são do que como e onde aplicar o PMBOK!

 

De que forma e onde aplicar o PMBOK?

Agora, você verá quais são as “áreas de conhecimento” das etapas dos projetos. Elas são separadas em tipos de gerenciamento e ao que se propõem. Veja como funciona o PMBOK na prática!

 

Gerenciamento da qualidade

Logo no início do projeto, devem ser estabelecidas as políticas e os objetos do nível de satisfação de alguns parâmetros. No entanto, é importante fazer verificações posteriores para garantir que o projeto PMBOK se cumpra conforme planejado.

 

Gerenciamento do escopo do projeto

O escopo assegura que cada um dos projetos abranja todo o trabalho. Mas, para funcionar, ele precisa ser identificado logo no começo do projeto. Dessa forma, é possível evitar que o escopo do projeto avance conforme o tempo passa.

 

Gestão das partes interessadas do projeto

Ela identifica todas as pessoas envolvidas no projeto. Essa gestão também define qual papel desempenharão, suas expectativas e quais estratégias de gerenciamento serão utilizadas.

 

Gerenciamento de recursos

Também denominado recursos humanos em edições anteriores, representa a delegação de tarefas aos membros do time envolvido no projeto. É focado na utilização de experiência, conhecimento e habilidades de cada pessoa, da forma mais proveitosa possível.

 

Gerenciamento de custos

Aqui estamos falando de planejamento, orçamento e controle dos dados financeiros dos projetos. Dessa forma, consegue-se manter custos com materiais e equipamentos e também a mão de obra no orçamento aprovado no início.

 

Gerenciamento de comunicações

Neste ponto, o objetivo é determinar a forma mais eficiente de distribuir, controlar, monitorar e também armazenar as informações entre os envolvidos.

 

Gerenciamento de integração de projetos

A interação de projetos diz respeito ao processo de unir as muitas partes móveis de um projeto. Dessa forma, será mais fácil seguir um objetivo comum. Nessa fase, destacamos a importância que a comunicação tem com quem participa do projeto.

 

Gerenciamento do cronograma

Anteriormente chamado gerenciamento de tempo, objetiva manter uma sequência de eventos sempre atualizada e precisa. Com isso, busca-se cumprir os prazos e as responsabilidades, ainda que possa haver ajuste dos prazos.

 

Gerenciamento de riscos

Cada projeto deve ter seu plano de gerenciamento de riscos. Ele identifica, analisa e controla riscos, estabelecendo, ainda, um plano de resposta que trata de possíveis problemas no meio do caminho.

 

Gerenciamento de aquisições do projeto

Quanto a aquisições, nos referimos à obtenção de produtos ou serviços indispensáveis para a conclusão do projeto. Aqui, os subconjuntos incluem o planejamento de aquisições, de solicitações, seleção de fornecedores, administração e encerramento de contratos.

Esperamos que este texto tenha atendido às suas expectativas sobre o que é PMBOK, sua importância, benefícios e objetivos. Terminamos destacando que a grande vantagem de utilizar o gerenciamento de projetos PMBOK é garantir que o método seja o mais simples, rápido e fácil de usar. Com isso, você poderá aplicar uma precisão suficiente para potencializar os resultados do projeto, sem sobrecarregar os integrantes dos times, enquanto usa as metodologias mais satisfatórias e na medida certa.

Agora que você já sabe o que é PMBOK, sua importância, como e onde aplicá-lo, siga-nos em nossas redes sociais para acompanhar nossas novidades. Estamos no Linkedin, Facebook, Instagram, Twitter e Youtube.

Share and Enjoy !
Posts relacionados

Deixe um comentário