profissionais de marketing construindo estratégia

O que é marketing? Saiba tudo sobre o assunto aqui!

Sharing is caring!

A sua empresa sabe o que é marketing e como ele impacta o sucesso do negócio? No mercado atual, não basta uma organização ter produtos e serviços inteligentes. Também é necessário garantir que o seu público-alvo conheça e se interesse por eles.

Esse é o papel do marketing. Com ele, o negócio consegue vender os seus produtos sem dificuldades e manter um posicionamento de destaque à frente da concorrência. Ou seja, são as estratégias de marketing que garantem a uma empresa muito mais habilidade para manter elevados os indicadores de vendas.

Quer saber mais sobre o que é marketing e como formular uma estratégia para a sua empresa? Então continue a leitura!

O que é marketing?

O termo marketing é utilizado para definir um conjunto de estratégias que auxiliam o negócio a ter um posicionamento adequado no mercado. A partir dele, são criadas abordagens de vendas, posicionamento da imagem da empresa e produtos e relacionamento com o consumidor. Isso garante que todos os serviços e produtos da marca tenham maior valor agregado para consumidores e parceiros comerciais.

Quais são os principais objetivos do marketing?

Toda política e estratégia comercial possui objetivos. Eles ajudam no planejamento estratégico das ações e no investimento em ferramentas. Quando bem definidas, as metas tornam a orientação das ações mais robustas e eficazes.

Por isso, tão importante quanto saber o que é marketing é conhecer os seus objetivos. Veja a seguir!

Vender mais

Esse é um dos objetivos mais apontados quando falamos sobre o que é marketing. Toda empresa precisa lucrar. Mas, para que ela possa fazer isso de modo contínuo, é fundamental colocar as soluções à frente do público-alvo da marca. Para isso surgem as estratégias de marketing.

Por meio do marketing o negócio terá bons dados sobre quem é o seu cliente preferencial, como ele lida com o negócio e as suas dores. Também são estruturadas abordagens para identificar o que pode ser feito para reduzir o investimento necessário para fechar uma venda. Desse modo, o lucro com cada contrato fechado é sempre o maior possível.

Fidelizar clientes

Clientes fidelizados são um dos maiores ativos de um negócio. Quando o consumidor estabelece uma relação profunda com a marca, a empresa passa a ter muito menos dificuldades para gerar novas vendas. Afinal, o cliente já estará com uma imagem positiva dos produtos e serviços que são fornecidos.

Por isso nenhuma empresa deve deixar de utilizar o marketing para fidelizar os seus clientes. As abordagens implementadas precisam reforçar a marca, alinhar discursos e formas de comunicação. Isso criará uma experiência de compra única, que encanta e faz com que o cliente volte no futuro.

Gerenciar a marca

O gerenciamento da marca ajuda a empresa a se posicionar corretamente no mercado. Ele também facilita a melhoria da credibilidade do negócio. Desse modo, consegue gerar mais vendas e lidar melhor com falhas.

O marketing é um parceiro fundamental nessa estratégia. Por meio dele a empresa consegue melhorar o seu posicionamento, a linguagem visual adotada nas suas peças e até mesmo a linguagem dos atendentes. Tudo isso contribuirá para garantir que todo o mercado veja a empresa como um referencial na sua área de atuação.

Engajar colaboradores

O engajamento dos colaboradores é um ponto muito importante para a empresa conseguir sucesso em qualquer abordagem que ela adotar a médio e longo prazo. Profissionais engajados conseguem executar melhor as medidas definas, e isso contribui para o sucesso a médio e longo prazo, com menos erros, mais produtividade e alinhamento entre a liderança e as equipes.

Se as abordagens de marketing forem utilizadas internamente, o negócio consegue criar um ambiente mais propício para o sucesso de suas estratégias. Os times conhecerão a sua importância para cada área e como eles podem colaborar no alcance dos objetivos existentes. Dessa maneira, toda a empresa conseguirá manter uma alta performance e um grande foco no core business.

Como o marketing se desenvolveu ao longo do tempo?

As estratégias de marketing passaram por grandes evoluções ao longo das últimas décadas. Inicialmente, elas eram focadas em buscar o cliente ativamente. Esse era um trabalho de intuição, mas que passou a ser visto como uma ciência a partir da década de 1960.

Na década de 1960 o marketing começou a ser movido por dados e análises estatísticas. Já nos anos 1970, ele se torna crucial para o sucesso de empresas. Na década seguinte, as estratégias buscavam atuar de modo integrado em múltiplas mídias, como rádio, televisão e meios impressos.

O início da popularização da internet nos anos 1990 alterou o comportamento do consumidor e os ambientes em que as marcas se fazem presentes. Pouco a pouco, mídias digitais se tornaram mais relevantes para os negócios. Afinal, páginas na web começaram a ser o principal ambiente de compras e de pesquisas de várias pessoas.

No século XXI o marketing terminou o seu processo de digitalização. Os dados se tornaram cruciais para os negócios, assim como o apoio da tecnologia: um bom CRM e ferramentas de análise de informações, como as baseadas em Big Data, são cruciais para formular abordagens robustas e de alto retorno agregado.

Quais são os 4Ps do Marketing?

Quando falamos de marketing, conhecer os 4Ps é fundamental. Esses pontos são variáveis que influenciam no processo de compra e no modo como o consumidor vê a marca. Tomar cuidado com eles auxilia os times a formularem campanhas muito mais robustas, uma vez que os times estarão com dados precisos sobre as particularidades do negócio e o que é necessário fazer para construir uma boa imagem para ele.

Veja a seguir quais são os 4Ps do marketing!

Preço

Para muitos consumidores, um dos fatores que mais influencia no processo de compras é o preço. Quando comparamos produtos semelhantes, muitas vezes é ele que direciona a escolha. Por isso todo processo de marketing deve considerar esse ponto.

Baixe o infográfico Dynamics 365Powered by Rock Convert

Um bom preço é aquele que garante uma margem de lucro adequada para a mercadoria mas, ao mesmo tempo, não torna a sua compra inviável para o público-alvo da marca. Portanto, ele precisa ser definido com cuidado, alinhando-se ao posicionamento da empresa e ao perfil dos seus clientes.

Uma vez que isso seja feito, caberá ao time de marketing estruturar uma linguagem que reforce que o produto é adequado às demandas do público-alvo. Isso envolverá, entre outras coisas, validar que o produto tem um bom custo-benefício mesmo que custe acima do que é cobrado por parte da concorrência. Assim, o consumidor será motivado a pagar mais por algo que ele precisa.

Mas é bom lembrar que nem tudo é preço. Para satisfazer suas necessidades, o cliente vai levar em consideração vários atributos, como a reputação da marca, design e avaliações de amigos e influenciadores.

Praça

Onde o produto da sua marca é fornecido? Escolher os caminhos adequados pode ter um impacto direto nos indicadores de vendas. Afinal, mercadorias e soluções anunciadas nos lugares errados dificilmente serão vendidas. Portanto, saber qual é o melhor ambiente para divulgar as suas soluções é um passo básico para qualquer estratégia de marketing.

No caso de publicidade feita em meios digitais, as empresas contam com um ativo precioso, que é a facilidade de obter novos dados. Toda rede social mantém mecanismos de marketing direcionado. Eles podem ser utilizados para direcionar as ações da empresa e para coletar dados.

Produto

A quem se destina o seu produto? Ele atende às demandas do seu público-alvo? Que diferenciais a mercadoria tem em relação ao que é disponibilizado pela concorrência?

Essas são algumas das perguntas que guiam profissionais quando falamos do P de produto. Esse princípio envolve a maneira como a mercadoria é apresentada para os clientes e como ela se posiciona em comparação à concorrência.

A empresa deve sempre buscar como otimizar os seus produtos. Esse trabalho pode ser feito com pesquisas de mercado ou diretamente com a consulta a cliente. Se bem feito, a empresa terá mercadorias que são modernas e sempre alinhadas com as demandas dos seus consumidores.

Promoção

Como falamos, um dos pontos principais do trabalho do time do marketing é a promoção de mercadorias. O P de promoção está relacionado a isso: é ele que guia as estratégias voltadas para divulgar a empresa, assim como os seus produtos e os motivos para ela ser a escolha dos seus consumidores.

A promoção é um trabalho que deve ser feito continuamente. A empresa precisa garantir que todos os consumidores conheçam os seus diferenciais. Ao mesmo tempo, os canais certos devem ser utilizados, evitando que recursos sejam desperdiçados.

Para fazer uma boa promoção, ter os dados corretos é fundamental. Por isso os gestores devem estar atentos ao perfil dos seus clientes, onde eles se encontram e qual a melhor linguagem a ser utilizada. Dessa maneira, será mais fácil garantir um alto retorno sobre o investimento nas estratégias de marketing.

Quais são os principais tipos de marketing existentes?

Para garantir que a empresa consiga atingir os seus objetivos, existem diferentes tipos de marketing que podem ser empregados. Entender como cada um funciona ajuda a sua empresa a ter uma estratégia mais robusta e capaz de atingir os objetivos esperados. Veja a seguir!

Marketing digital

O marketing digital apoia-se na internet para atingir objetivos a médio e longo prazo. Ele apoia-se em soluções de automação de marketing e direcionamento de mensagens para ser mais efetivo. Desse modo, consegue ampliar os resultados da empresa e garantir que as suas peças cheguem para as pessoas certas.

Quando o negócio investe em marketing digital, há a criação de uma estratégia ampla, em que o posicionamento da marca é repensado para ambientes mais flexíveis e dinâmicos. A empresa deve se preparar para lidar com um público muito maior, dado o alcance das redes sociais. Ao mesmo tempo, precisa garantir que os times consigam ter boa disponibilidade para lidar com demandas que ocorrem de modo contínuo.

Se bem feita, a estratégia de marketing conseguirá ampliar continuamente o posicionamento da marca no seu mercado de atuação. Afinal de contas, os meios digitais são uma ótima forma de maximizar a presença do negócio diante do seu público-alvo.

Marketing outbound

No marketing outbound a empresa adota uma estratégia tradicional, com foco em vendas. A busca por consumidores é feita de forma ativa, ou seja, com telemarketing, malas diretas e até mesmo outdoors. Ou seja, é a empresa que vai diretamente até o seu cliente (e não o contrário).

Esse tipo de marketing demanda um planejamento cuidadoso. Afinal de contas, o contato ativo muitas vezes é visto como um incômodo. Mas, se feito com foco nas dores dos consumidores, as chances de construir vendas sólidas serão muito maiores.

Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo busca construir uma relação profunda com o consumidor, tornando a jornada do cliente um mecanismo de fidelização e criação de laços profundos. Essa estratégia trabalha na publicação de conteúdos que tenham alto valor agregado para os leads da marca. Desse modo, ela pode capturar novas vendas com cuidado, evitando as que não serão completamente atendidas pela empresa e maximizando a satisfação no término do processo.

Por isso o marketing de conteúdo deve ser visto como uma estratégia de longo prazo. O relacionamento com os clientes é construído em vários passos. Desse modo, a marca ganha relevância no setor, constrói a sua credibilidade e aumenta as chances de cada venda levar a um cliente fidelizado.

Como podemos ver, uma política de marketing bem estruturada pode ajudar a empresa em várias frentes. Além de vender mais, o negócio conseguirá evitar riscos e posicionar-se melhor diante de seus clientes. Além disso, a empresa terá mais habilidade para conquistar o seu público-alvo e se destacar diante da concorrência.

Portanto, todos os profissionais que lidam com os seus clientes e parceiros comerciais devem saber o que é marketing e como ele impacta no dia a dia do negócio. Além disso, devem contar com ferramentas adequadas, como o CRM e os softwares de BI, e um bom treinamento para aplicar as melhores práticas. Assim, a empresa conseguirá lidar com as demandas existentes corretamente, alinhar estratégias e garantir que o número de vendas e a satisfação dos consumidores sempre se mantenham elevados.

Curtiu a nossa dica? Então assine já a nossa newsletter e fique por dentro dos nossos posts futuros!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shares