Microsoft Dynamics: descubra como tudo começou e sua evolução

Sharing is caring!

Confira neste artigo a história do Microsoft Dynamics 365, a plataforma de aplicativos empresariais da Microsoft. Você vai descobrir muitos fatos interessantes, se surpreender em quão longa é sua história e ter um mapa para entender como as aplicações evoluíram (e seus diversos nomes) ao longo do tempo. Confira a seguir!

O princípio e primeiros desenvolvimentos

A história da Microsoft no mundo da gestão empresarial começou oficialmente em 2001, com a aquisição da norte-americana Great Plains, agregando os ERPs Great Plains e Solomon a seu portfólio.

Ainda em 2001, a iCommunicate foi adquirida. Ela desenvolvia uma solução de CRM web chamada iCommunicate.NET. A iCommunicate serviu como base para as primeiras versões do Microsoft CRM.

Em 2002, considerando que ainda era necessária uma abrangência de soluções maior, a Microsoft adquiriu a dinamarquesa Damgaard, agregando os ERPs Navision e Axapta.

Estas três empresas: Great Plains, Solomon, iCommunicate, Damgaard, com 5 produtos: Great Plains, Solomon, iCommunicate.NET, Navision e Axapta, formaram a base do que hoje é o Dynamics 365.

A partir destas aquisições, foi criada uma divisão, a Microsoft Business Solutions, responsável pelo desenvolvimento de soluções de software empresarial.

Em 2003 foi lançado o Microsoft Business Solutions CRM 1.0, primeira versão do que é hoje o Dynamics 365 Customer Engagement. Sua plataforma de customização, pode ser considerada a primeira versão do que hoje conhecemos como aplicativos Power Apps model driven.

O desenvolvimento destes softwares continuou a ser realizado de forma independente, já sob o controle da Microsoft, apenas com as novas versões, batizadas com o prefixo Microsoft Business Solutions:

  • Microsoft Business Solutions Axapta em 2002,
  • Microsoft Business Solutions CRM 1.0 em 2003,
  • Microsoft Business Solutions Great Plains in 2004.

Microsoft CRM 1.2

Nosso primeiro contato com a plataforma MBS ocorreu em 2004, com o Microsoft CRM 1.2. Ainda era uma aplicação muito simples em termos de funcionalidades, mas já impressionava positivamente por sua capacidade de customização. Naquela época estávamos envolvidos em diversos projetos de desenvolvimento de software empresarial sob medida e vimos um grande potencial em termos de redução de tempo de desenvolvimento e custo de manutenção com o CRM para a criação de aplicações empresariais. O CRM 1.2 já possui os módulos de Vendas, Serviços e Marketing e recursos para customização (low code / no code).

Microsoft Dynamics CRM 1.2 Outlook ClientMicrosoft Dynamics CRM 1.2 Web Client
Microsoft CRM 1.2 Outlook ClientMicrosoft CRM 1.2 Web client

Além disto, desde as primeiras versões, um dos grandes diferenciais do Microsoft CRM era a integração com Office (Outlook, Word e Excel)

Projeto Green

Em 2003 foi lançada uma iniciativa ambiciosa, o projeto Green, que pretendia unificar todos as aplicações em uma única plataforma. A iniciativa acabou não dando certo e em 2007 o projeto foi oficialmente abandonado.

É interessante mencionar o projeto Green, pois ainda hoje, obter uma plataforma única para diversas aplicações empresariais ainda é um desafio, mas que aos poucos tem se tornado realidade com o desenvolvimento do Common Data Service.

A evolução para a plataforma Dynamics

Mais tarde, em 2006, a divisão MBS e seus produtos foram rebatizados de Microsoft Business Solutions para Microsoft Dynamics. Os nomes dos ERP’s foram alterados para suas iniciais. Nasceram então:

  • Dynamics CRM
  • Dynamics AX
  • Dynamics NAV
  • Dynamics GP
  • Dynamics SL
Microsoft Dynamics CRM 3.0 Outlook ClientOportunidade Microsoft Dynamics CRM 3.0
Microsoft Dynamics CRM 3.0 Outlook ClientOportunidade no Microsoft Dynamics CRM 3.0
Microsoft Dynamics CRM 4.0 Outlook ClientMicrosoft Dynamics CRM 4.0 Web Client
Microsoft Dynamics CRM 4.0 Outlook ClientMicrosoft Dynamics CRM 4.0 Web Client
Dynamics CRM 3.0 e 4.0

Um grande marco para a plataforma Dynamics CRM foi o lançamento do Dynamics CRM 2011, em janeiro de 2011. Na época ele apresentou uma grande evolução em relação ao CRM 4.0. Com muito mais capacidade de customização. O ponto alto era a possibilidade de criar gráficos e dashboards pela primeira vez na plataforma.

Microsoft Dynamics CRM 2011 Outlook ClientMicrosoft Dynamics CRM 2011 Web Client
Microsoft Dynamics CRM 2011 Outlook ClientMicrosoft Dynamics CRM 2011 Web Client
Dynamics CRM 2011

A era das aquisições…

O período de 2012 a 2015 foi marcado por diversas aquisições com o objetivo de aumentar as capacidades da plataforma Dynamics CRM. Foram adquiridas:

  • MarketingPilot (2012 – marketing automation),
  • Netbreeze (2013- social listening),
  • Parature (2014 – auto-atendimento e atendimento multi-canal),
  • FieldOne (2015 – serviços de campo,
  • Fantasy Sales Team (2015 – gamificação), e
  • ADX Studio (2015 – portais).

Infelizmente, nem todas as soluções possuíam o nível de qualidade esperado por parceiros e clientes. Algumas foram descontinuadas e outras, aos poucos foram incorporadas à plataforma.

Uma nova grande mudança em layout é introduzida no Dynamics CRM 2013, com o menu lateral migrando para a parte superior da tela. Nas versões CRM 2015 e 2016 quase não se percebem mudanças de layout.

Oportunidade e Processo Empresarial do Microsoft Dynamics CRM 2013Microsoft Dynamics CRM 2013 Web Client
Oportunidade e Processo Empresarial do Microsoft Dynamics CRM 2013Microsoft Dynamics CRM 2013 Web Client
Aplicativos para dispositivos móveis do Dynamics CRM 2013 
Aplicativos para dispositivos móveis do Dynamics CRM 2013 
Dynamics CRM 2013 Outlook ClientLead no Dynamics CRM 2013
Dynamics CRM 2013 Outlook ClientLead no Dynamics CRM 2013
Microsoft Dynamics CRM 2016 Mobile AppsMicrosoft Dynamics CRM 2016 Web Client
Microsoft Dynamics CRM 2016 Mobile AppsMicrosoft Dynamics CRM 2016 Web Client
Oportunidade no Microsoft Dynamics CRM 2016Projeto no Microsoft Dynamics CRM 2016
Oportunidade no Microsoft Dynamics CRM 2016Projeto no Microsoft Dynamics CRM 2016

Tempos atuais: Dynamics 365

Mais recentemente, em 2016, para marcar o foco nas soluções em nuvem, a plataforma Dynamics recebeu o sufixo “365” que foi também utilizada pela Microsoft para a mudança da suíte Office para a nuvem. Surgiu então a família de soluções Dynamics 365:

  • O Dynamics CRM se tornou o Dynamics 365 Customer Engagement, sendo por sua vez dividido em aplicativos:
    • Sales
    • Customer Service
    • Field Service
    • Project Service Automation
    • Marketing
  • o Dynamics AX originou os aplicativos:
    • Human Resources
    • Finance
    • Supply Chain Management
    • Commerce
  • o Dynamics NAV originou Dynamics 365 Business Central, ERP com foco em empresas de menor porte e cenários menos complexos;
  • e o Dynamics 365 Portals migrou para o Power Apps, sendo rebatizado de Power Apps Portals.

Em 2018, foi lançada a interface unificada para o Dynamics 365 Customer Engagement, com grandes aprimoramentos na velocidade, estabilidade e visibilidade dos elementos de tela. Entretanto, a Microsoft manteve o suporte à interface clássica (introduzida no CRM 2013), que deve deixar de ser suportada em 2020.

Oportunidade no Dynamics 365Dynamics 365 Web Client
Oportunidade no Dynamics 365Dynamics 365 Web Client
Dynamics 365 + TeamsDynamics 365 Omnichannel Hub
Dynamics 365 + TeamsDynamics 365 Omnichannel Hub

A evolução dos aplicativos: Inteligência Artificial e Realidade Misturada

Além de continuar a aprimorar os aplicativos existentes, a Microsoft está colocando bastante foco no desenvolvimento de novos aplicativos que incorporem inteligência artificial e realidade aumentada (ou misturada).

Já estão disponíveis os seguintes aplicativos:

  • Artificial Intelligence
    • Sales Insights
    • Customer Insights
    • Customer Service Insights
    • Virtual Agent for Customer Service
    • Fraud Detection
    • Product Insights
    • Connected Store
    • Finance Insights
  • Mixed Reality
    • Remote Assist
    • Product Visualize

A revolução da Power Platform

Os aplicativos do Dynamics 365 são desenvolvidos utilizando a Power Platform. Seu modelo de dados segue o Common Data Model (CDM), armazena seus dados no Common Data Service (CDS) e pode ser customizado utilizando Power Apps, Power BI, Power Automate e Power Virtual Agents, plataformas líderes de mercado para desenvolvimento low-code / no-code e inteligência empresarial (BI).

Isto garante uma maior facilidade para adaptar as aplicações às mais diversas necessidades de negócio, automatizar processos e integrá-las a outros sistemas (locais ou em nuvem).

Instalação Local x Online

Vale lembrar que a Microsoft já oferecia o Dynamics CRM de forma online desde a versão 4.0 e que até hoje, algumas apps do Dynamics 365 são oferecidas para instalação local.

Leia também:

Visão de Futuro

É importante ressaltar que o que vemos hoje no Dynamics 365 é o resultado de quase 20 anos de pesquisa, desenvolvimento e evolução contínua, dos quais tivemos o privilégio de acompanhar a maior parte.

Considerando a visão da Microsoft, podemos esperar uma convergência cada vez maior entre todas as soluções Dynamics 365, Office 365, Power Apps e Azure, com inteligência artificial incorporada e habilitando pessoas e empresas a serem mais proativas.

Gostou deste artigo? Não deixe de assinar nossa newsletter!

Referências:

A brief history of Microsoft Dynamics, da Nigel Frank.

History of Microsoft’s CRM Software do Jukka Niiranen, que apresenta muitos detalhes da história do Dynamics CRM da versão 1.0 à 2013.

Turbine seu Dynamics 365Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shares