automação de marketing

Automação de marketing: como implementar no seu negócio?

Sharing is caring!

Imagine ter que mandar e-mails individuais para todos os leads da sua empresa, responder a todos os clientes ou calcular manualmente os resultados das pesquisas de pós-vendas? Parece inviável, não é mesmo? Realmente é! Nesse aspecto, a automação de marketing surge como sua maior aliada.

Trata-se do uso de softwares e plataformas com inteligência artificial para realizar uma série de atividades automaticamente, sem que sejam necessárias ações manuais. Isso traz uma série de benefícios para a empresa, como aumento da produtividade, redução nos índices de erros, eficiência na nutrição de leads e maior disponibilidade de tempo para que a equipe de marketing se dedique a ações estratégicas.

Quer saber como implementar a automação em marketing no seu negócio? Continue a leitura e veja nossas dicas!

Defina como será a interação com o lead

Leads são potenciais clientes que cederam seus dados de contato para a empresa, o que significa que estão dispostos a manter um relacionamento com a marca. Dessa forma, trata-se de um ponto central no trabalho da equipe de marketing, que tem como objetivo conduzir essas pessoas ao longo do funil da vendas e aumentar as taxas de conversão.

Para criar uma boa estratégia de automação de marketing, em primeiro lugar é preciso definir a melhor forma de interagir com essas pessoas. A partir daí, você pode programar atividades no software de automação, nutrindo os leads com conteúdos.

Algumas questões são fundamentais nesse processo, como a definição dos conteúdos que serão oferecidos aos leads, a frequência de comunicação, o canal utilizado e possíveis promoções ou bônus.

Antecipe o comportamento do seu público-alvo

Seu público-alvo, por mais diverso que seja, pode ter comportamentos similares. Sendo assim, algumas dúvidas são frequentes, assim como tomadas de decisões relacionadas a compras de produtos ou serviços da sua empresa.

Para ter sucesso em sua estratégia de automação de marketing, é essencial identificar tais comportamentos e usá-los para embasar planos de ação ou conteúdos. Uma dica é criar tópicos que respondam às principais dúvidas ou implementar um bot capaz de interagir com o cliente.

Crie conteúdos diferentes para leads diferentes

Você não tem apenas um tipo de lead. O perfil da pessoa depende tanto do grupo ao qual ela pertence (a empresa pode atender a mais de um tipo de público), quanto da posição que ocupa no funil de vendas. Ou seja: enquanto alguns leads ainda se encontram no início do funil, percebendo alguma necessidade e começando a buscar, avaliar soluções, outros podem estar mais próximos do fundo — o momento de fechar negócio com a empresa.

Portanto, é preciso identificar os tipos de leads e os grupos aos quais pertencem. Estes grupos são chamados de segmentos. A partir disso, crie conteúdos diferentes para os diversos segmentos. Um lead mais próximo ao fundo do funil pode receber conteúdos comerciais, que o convençam a tomar a decisão de compra, por exemplo, enquanto um do topo precisa acessar materiais mais educativos e sutis.

Tudo isso deve ser definido para que a automação da sua estratégia de marketing seja a melhor possível no sistema escolhido.

Baixe o infográfico Dynamics 365Powered by Rock Convert

Selecione atividades que devem ser realizadas pelo sistema

Também é importante selecionar as ações de marketing que serão automatizadas. Nesse momento, alguns conceitos são importantes. Você pode, por exemplo, investir em tracking e scoring.

A primeira expressão se refere a acompanhar os comportamentos dos leads enquanto eles percorrem o funil de vendas, utilizando informações como quantidade de cliques em determinado link, tempo que passam nas páginas do seu blog e número de e-mails abertos. Já o scoring é uma automação relacionada à classificação dos leads de acordo com a probabilidade de consumirem seus produtos. Para cada ação realizada pelo lead é adicionada ou retirada uma pontuação em seu perfil. Quanto mais alto o score, mais interessado o cliente.

Outro conceito importante é o da régua de relacionamento. Trata-se de um conjunto de ações automatizadas, conduzidas pelo software escolhido de forma a guiar o passo a passo de interação e comunicação com o lead desde o primeiro contato até as estratégias de fidelização do cliente.

Portanto, é preciso selecionar as atividades críticas que o sistema de automação de marketing deve realizar. Esses são apenas alguns exemplos — uma pesquisa mais aprofundada pode ser essencial para que você crie uma estratégia totalmente adequada às necessidades da sua empresa.

Escolha uma ferramenta que atenda às suas necessidades

Quando se fala em automação de marketing, ter uma ferramenta adequada é fundamental. Afinal, é ela que vai dar suporte a todas as atividades planejadas e colocar sua estratégia em prática.

Para escolher a melhor ferramenta, algumas dicas são essenciais:

  • estabeleça seus objetivos e necessidades em relação ao recurso, ou seja, o que ele precisa realizar por você;
  • entenda o nível de complexidade de tarefas exigido do software;
  • pesquise sobre as opções disponíveis no mercado;
  • leve seu orçamento em consideração na hora da escolha;
  • pense na capacitação dos colaboradores para usar o novo software, assim como no período necessário para a adaptação da equipe;
  • dê preferência a fornecedores com boa reputação no mercado e que ofereçam suporte na implementação ou em caso de problemas;
  • leve a usabilidade em conta.

Invista na integração com vendas em um software de CRM

Você já sabe que o marketing é uma área intimamente relacionada ao setor de vendas da sua empresa, não é mesmo? Portanto, quando se fala em automação, deve-se considerar também a comunicação entre essas áreas, atentando às necessidades dos vendedores quanto à estratégia.

Aproveite para integrar o marketing com o setor de vendas durante esse processo — uma boa estratégia é investir em um CRM (sigla em inglês para Gestão de Relacionamento com o Cliente). Isso significa que você pode escolher um software de CRM capaz de suprir as necessidades de ambas as áreas tanto em relação à automação de marketing quanto ao relacionamento do setor de vendas com os clientes.

Dessa forma, o marketing e as vendas vão trabalhar juntos, unindo forças e compartilhando estratégias para potencializar os resultados da sua empresa.

Como você pode perceber, a automação de marketing é a estratégia de que precisava para alavancar os resultados do setor e aumentar a conversão de leads na empresa. Seguindo nossas dicas, você estará pronto para colocar esse processo em prática agora mesmo e aproveitar todos os benefícios proporcionados!

Este artigo foi útil para você? Aproveite para descobrir como o Dynamics 365 Marketing e o Dynamics 365 Sales podem tornar a gestão de leads e oportunidades de negócio mais inteligente.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shares